Conceito: Anão Caçador de Orcs
Inspirações: Indefinidas
Campanha: Nas Colinas de Gelo (nome provisório)
Primeira aparição:
19 de setembro de 2015
Interpretado por: 
Tunay Velozo

MORUN ROMPE-HORDA

Anão do escudo Guerreiro 3
NB, Humanóide (Anão) Médio
Iniciativa +5, Sentidos Observar 11, Ouvir 11, Visão no escuro (18 m)
Idiomas Anão, Comum


CA 18 (+1 Des, +5 cota, +2 escudo), toque 11, surpresa 17, +4 contra Gigantes
DV 3d10+9 (31 PV)
Fortitude +6 (+2 contra veneno, +2 contra magia), Reflexos +2 (+2 contra magia), Vontade +2 (+2 contra magia)


Deslocamento 6 m
Corpo a corpo Machado de guerra anão obra-prima +7 (1d10+2/x3), +1 no ataque contra Goblinóides, +3 no ataque e no dano contra Orcs
À Distância Martelo leve +4 (6 m, 1d4+2), +1 no ataque contra Goblinóides, +3 no ataque e no dano contra Orcs
BBA +3, Agarrar +5
Opções de ataque Ataque poderoso (ataque -3, dano +3)
Equipamento de combate Martelos leves ,  pedra rúnica de suportar elementos , pedra rúnica de santuário 


For 15, Des 13, Con 16, Int 10, Sab 12, Car 6
Habilidades especiais Ataque +1 contra Orcs e Goblinóides, +4 na CA contra Gigantes, Estabilidade, Familiaridade com armas, Inimigo predileto (Orcs), Ligação com pedras, Visão no escuro (18 m)
Talentos Ataque poderoso, Caçador treinado (Orcs), Foco em arma (Machado de guerra anão), Iniciativa aprimorada
Perícias Escalar +8 (-5 com armadura, -2 com escudo), Saltar +7 (-5 com armadura, -2 com escudo).
Pertences Machado de guerra anão obra-prima, 2 martelos leves, cota de malha, escudo grande de metal, pedra rúnica de suportar elementospedra rúnica de santuário.

 

Combate/Táticas: Morun é um combatente direto e nem um pouco sutil. Ele confia no peso do seu braço e na robustez de sua malha para sobreviver aos inimigos, adotando a tática do “bata primeiro e bata mais forte” para superar os desafios.

Contra os orcs, no entanto, ele consegue ser ainda mais impetuoso, lançando-se contra eles num ímpeto desabalado.

Aliados/Companheiros: A guarnição de anões na vila de Assento de Pedra e, por extensão, alguns veteranos da guarda do Salão de Mitral reconhecem Morun como um descendente digno do clã Rompe-Horda, cuja glória repousa no passado, mas jamais foi esquecida.

Adversários/Inimigos: Orcs. A ruína do clã foram essas criaturas, assim como também o foi a ruína dos parentes de Morun. A marca que um deles lhe deixou no rosto não permite que o anão se esqueça dessa raiva.

Aparência: Morun é um anão casca grossa, com barba negra e olhos tão azuis que parecem jóias. Ele carrega cicatrizes de batalha com orgulho, mas uma delas em particular, aquela que deforma seu rosto, representa apenas ódio: foi ganha no mesmo golpe que matou sua mãe, durante um ataque dos orcs.

Ele usa um machado de guerra dos anões, uma relíquia da época da Companhia Que Rompe Horda, uma obra-prima para a raça. Seu camisão de malha e escudo de metal são menos primorosos, mas ainda assim um trabalho notável. O escudo carrega o símbolo da família e a armadura fica por baixo de um manto de pele de urso.

Personalidade: Com pessoas estranhas, Morun é o típico anão das montanhas: ranzinza, mal encarado e duma franqueza contundente, ele afasta mais que atrai, ainda mais com sua aparência deformada.

Mas entre amigos, ele parece outra pessoa. Sua voz troveja como sua risada, histórias de feitos de valor saem aos bocados e sua coragem e altruísmo se confundem.

Apenas num aspecto sua personalidade é imutável e quando se trata de orcs. Seu ódio por esses seres é tão grande que é perigoso inclusive para os meio-orcs estarem por perto quando Morun chegar.

Locais frequentados: As Colinas de Gelo e arredores do Salão de Mitral.

História: Os Rompe-Horda eram uma companhia de anões especializados em combater orcs, cujo nome advém da façanha típica em atravessar as linhas inimigas durante ataques de cerco. A companhia se desfez ironicamente num ataque de orcs, em que a maioria dos integrantes morreu para permitir que um pequeno grupo escapasse com vida. Os sobreviventes adotaram o nome da companhia como de família, uma homenagem à proeza. Adotaram também como brasão o símbolo da companhia –um crânio de orc rachado e com chifre.

Motivações/Objetivos: Depois de ter perdido sua família, Morun se desencontrou de qualquer rumo para sua vida. Foi o sentimento de vingança contra os causadores de tamanho infortúnio que lhe deram um novo direcionamento e ele se tornou um implacável caçador de orcs. As notícias sobre um reino dos orcs se formando mais ao norte é ao mesmo tempo absurda e empolgante para o anão.

Lá no fundo, Morun sonha com o dia em que restabelecerá a glória do seu clã e refará as fileiras da Companhia Que Rompe Horda.

Usos durante a campanha: Morun é presença garantida em qualquer expedição nas Colinas de Gelo que vise acabar com grandes grupos de orcs ou resgatar alguma pessoa de seu julgo. Por isso mesmo, também é fácil utilizá-lo como escolta de caravanas e viajantes nesse território (justamente pela facilidade em topar com essas criaturas).

Anúncios